quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Te amo


Flor do campo cerrado onde ninguém jamais pisou
A tua beleza encanta, fascina e ilumina
Tu desbravas com coragem à noite, o tempo e o meu amor
Insônia, medo ou dor sem você eu não sou o mesmo, o mundo não é o mesmo.
Não tente achar beleza nos meus versos, mas no meu amor
Hoje, agora e sempre pensarei em ti.
Amo-te seja aqui, no céu ou até mesmo no inferno

1 Lembranças:

Murillo disse...

Te amo, minha sereia!