sexta-feira, março 12, 2010

Elo de Almas



De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.

William Shakespeare


3 Lembranças:

Alexandre Boarro disse...

Oiiiii...Shakespeare sempre soube que tudo que ele deixou seria usado por todos nós durante a vida todo...O texto perfeito...saber o momento certo de colocar-lo é merito da escritora....Beijosssss

Otimo final de semana...ja te add...beijos e beijos...


Alexandre Boarro

EU SOU NEGUINHA disse...

Uiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Beijos

Daniel Savio disse...

Mas mesmo amores que foram terminados, ainda são lembrados...

Fique com Deus, menina Miss Simpatia.
Um abraço.