terça-feira, março 30, 2010

Você já amou tanto assim?

Há muito tempo atrás, um casal de velhinhos que não tinham filhos, moravam em uma casinha humilde de madeira, tinham uma vida muito tranquila, alegre, e ambos se amavam muito. Eram felizes. Até que um dia... Aconteceu um acidente com a senhora. Ela estava trabalhando em sua casa quando começa a pegar fogo na cozinha e as chamas atingem todo o seu corpo. O esposo acorda assustado com os gritos e vai a sua procura, quando a vê coberta pelas chamas e imediatamente tenta ajudá-la. O fogo também atinge seus braços e, mesmo em chamas, consegue apagar o fogo. Quando chegaram os bombeiros já não havia muito da casa, apenas uma parte, toda destruída. Levaram rapidamente o casal para o hospital mais próximo, onde foram internados em estado grave. Após algum tempo aquele senhor menos atingido pelo fogo saiu da UTI e foi ao encontro de sua amada. Ainda em seu leito a senhora toda queimada, pensava em não viver mais, pois estava toda deformada, queimara todo o seu rosto.
Chegando no quarto de sua senhora, ela foi falando:
- Tudo bem com você meu amor?
- Sim, respondeu ele, pena que o fogo atingiu os meus olhos e não posso mais enxergar, mas fique tranquila amor que sua beleza está gravada em meu coração para sempre. Então triste pelo esposo, a senhora disse-lhe:
Deus vendo tudo o que aconteceu a meu marido, tirou-lhe as vistas para que não presencia esta deformação em mim. As chamas queimaram todo o meu rosto e estou parecendo um monstro.
Passado algum tempo e recuperados, voltaram para uma nova casa, onde ela fazia tudo para o seu querido esposo, e ele todos os dias dizia-lhe:
COMO EU TE AMO!
E assim viveram 20 anos até que a senhora veio a falecer.
No dia de seu enterro, quando todos se despediam, então veio aquele senhor sem seus óculos escuros e com sua bengala nas mãos, chegou perto do caixão, beijando o rosto e acariciando sua amada, disse em um tom apaixonante: “Como você é linda meu amor, eu te amo muito”.
Ouvindo e vendo aquela cena um amigo que esta ao lado perguntou se o que tinha acontecido era milagre e, olhando nos olhos dele, o velhinho apenas falou:
Nunca estive cego, apenas fingia, pois quando a vi toda queimada sabia que seria duro para ela continuar vivendo daquela maneira. Foram vinte anos vivendo muito felizes e apaixonados!!!

Na vida temos de provar que amamos! Muitas vezes de uma forma difícil. E, para sermos felizes, temos de fechar os olhos para muitas coisa, mas o importante é que se faça única e intensamente com AMOR!



3 Lembranças:

Valter Montani disse...

Olá Miss, tudo bem?

Passei para lhe agradecer pela visita e comentário em meu blog, aceitei seu convite visitei seus blogs e já estou te seguindo também, desejo-lhe muito sucesso! bjs

Paulo Tamburro disse...

Que texto!

Tinha que ser assim, não é?

O amor verdeiro é renúncia .

É doação.

Porém, na grande maioria das vezes estamos olhando só para os nossos próprios umbigos.

Não há fogo que queime este sentimento único, não há desgraça que abale, cegue, nem descontrua o verdadeiro amor,pois a casa onde ele mora é a prova de tudo.

É à prova de ingratidão, e à prova de injustiças, é à prova de todas as mazelas humanas.

Sendo o coração a casa onde mora o amor -e se este amor tiver sido verdadeiro - quando morremos ele irá explodir em tanta vida que fará nascer, até nos mais áridos campos, nos solos mais rachados e embrutecidos pela intempérie do tempo, flôres que certamente, irão eternizar uma saudade!

Miss Simpatia, que texto!

Parabéns!

Um abração carioca e cultive sempre esta sua sensibilidade e não foi por acaso que dentro do seu ventre Deus, colocou uma máquina copiadora da vida, cujo manual só as mulheres tem!

Esta foi a maior prova de amor que Deus demonstrou por você!

Crys disse...

Lindo texto amiga adorei...bjs