terça-feira, abril 20, 2010

Inteiros, Eu S2 Você...

Amo
Amo-te
Amo-o
Em 1ª, 2ª e 3ª pessoas
Amo-te pelo que és, pelo que não és
Amo-te pelo que sou contigo
Amo-te pelo que não seria sem ti

Amo teus olhos
Teu jeito de me olhar
Quando só com olhos,
impaciente,
diz-me trocentas vezes
que estamos atrasados
Quando censura minha saia
Quando me encaras na descida da escada
parecendo uma criança
esperando seu doce
Quando eles sorriem de satisfação
Quando acordo diante
do teu olhar que me fita
Quando te vejo dormir

Amo tuas mãos
Que jamais cansam de ser meu apoio
Que gesticulam em uma sinfonia surda
quando estás nervoso
Quando desarrumam meus cabelos
Quando me puxam ao teu encontro
Quando, enfim, me acalmam
Ou me enlouquecem de vez
Achando os lugares certos
que elas já sabem
serem sempre bem-vindas



Amo teus pés
Que vêm sempre ao encontro dos meus
Que me procuram na multidão
Que aquecem os meus nas noites frias
Que criam um laço contorcionista
Garantindo que os meus
jamais saiam de perto dos teus

Amo tua boca
Quando me beija
Quando me xinga
Quando me exalta
Quando me censura
Quando sorri daquele jeito
que só você sabe
Quando devagarinho diz
Que me ama

Censuro teus ouvidos
Mas amo-os
Pois nem sempre me escutam
Que brincam com minha paciência
Mas que me surpreendem
Pois nessa brincadeira
de faz de conta
Ouves o que é necessário
nessa minha tagarelice cotidiana

Amo tuas palhaçadas e
teus momentos sérios
Amo tua falta de jeito
e tua sensatez
Amo teu olhar de criança
Diante das minhas descobertas
E teu olhar idoso
Diante das minhas insanidades
Amo tuas virtudes
E igualmente teus defeitos
Que te fazem único
Tuas dádivas e teus anseios
Tuas palavras e tuas ações
Teus rompantes e tuas quietudes
Diante das minhas loucuras
És meu complemento
Meu outro inteiro

E, se um dia
Não houver mais ‘nós’
Certamente haverá eu em ti
E tu em mim
Porque quando se vive tanto amor
não se parte ao meio
Se vai mais inteiro do que se chegou

3 Lembranças:

ღPat.ღ disse...

Levo um pouco de ti e deixo um pouco de mim. Amores... nem sei o mais o que é isto. 'Desaprendi'...

Estou roubando a foto ;)

beijos linda.

Francisco disse...

Uma coisa é certa... Amores "inteiros" não se dividem jamais, ainda que possamos estar distantes.
É o tal amor de "corpo e alma". Indissolúvel...e indivisível!

Beijos, amiga!

Daniel Savio disse...

Amor é doce, mas a vantagem o bom que não engorda e faz queimar calorias...

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de volupia.

fique com Deus, menina Miss Simpatia.
Um abraço.