quarta-feira, junho 30, 2010

Naquele Acostamento

No acostamento ...
Daquele carro nos amamos.
Nós entrelaçados entre bancos,
Vidros embassados...
um agridoce bem realizado.

Vizinhos de uma rua que nem sei qual
desmemoriei
preferi outros sentidos mais aguçados
que minha memória do cenário

Sentei no seu colo
olhei nos seus olhos
e me vi em sua íris
nossa música tocava
meu coração disparava
e me permiti acreditar que o amor existe.

Preto e Branco
são as lembranças num sonho de olhos fechados
Colorido de cores multiformes
são os sonhos que vivemos de olhos abertos
os meus em particular
olhavam pra você

9 Lembranças:

Luciana P. disse...

Os sonhos fazem parte da realidade que vivemos. A maioria deles se misturam ao delírios e desejos que temos.
Adorei o versos vermelhos de hoje
Beijos!

Daniel Savio disse...

As vezes a volupía envolve perigo e é tão bom isto...

Fique com Deus, menina Miss Simpatia.
Um abraço.

Mulher na Polícia disse...

Adoro transar no carro.

Beijos!

ღPat.ღ disse...

wwwoow coisa boa! hehe
O amado, o carro e eu! Loucura, loucura, loucura...

Obrigada pelo carinho minha linda!
Beijos em ti amada.

Crys disse...

Hummm adoro isso tudo...rsrs escrevi um conto para o Recanto das Letras que tem a ver com isso...Bjs minha lindona...saudades tmb.

Paulo Tamburro disse...

ROBERTA,

uma vez, num destes acostamentos da vida, fiz algo muito parecido com isso, só que o carro era um "fusquinha", apertadinho, incômodo e desgraçado (rs).

Olha, foi um sufoco, pois minha namorada era uma loira alta e com muita disposição pra dar (rs), projetando-se literalmente, sobre mim com aquelas pernas grossas, quilométricas e não menos maravilhosas(rs).

Então,naquela empolgação natural dos melhores momentos, foi um tal de balança o fusquinha pra lá, balança o fusquinha pra cá, que realmente, mais parecia entrada do Metrô na hora do "rush".

Inesquecível!

Nunca pensei que uma paradinha no acostamento pudesse me deixar com dores lombares e em outros "acostamentos" do corpo (rs), por tanto tempo.

Maldito fusquinha,mas, bendita loira, e quem manda eu não saber "acostar" direito, né?

Adorei seu relato-verso.

Como sempre você continua sendo, minha autora preferida.

Um abração carioca e fique com Deus.

PS. AGORA COMPREI UMA ZAFIRA. (RSRSRS).

Marcia disse...

Nossa...isso está na minha lista de loucuras ainda não realizadas...no acostamento ainda não rolou...ah...mais vai rolar...
e será só alegria, gemidos, corpos colados...bjs gulosos...aiaiaia...
linda ti amo...madrinha mais querida...bjs ...

gabyshiffer disse...

Simplesmente Lindo e delirante...
Adorei
Repito vc escreve muito bem
:)
Já te add
Boa noite
Bjos

gabyshiffer disse...

Simplesmente Lindo e delirante...
Adorei
Repito vc escreve muito bem
:)
Já te add
Boa noite
Bjos