domingo, junho 05, 2011

Sobre mim...



“Não, não ofereço perigo algum: sou quieta como folha de outono esquecida entre as páginas de um livro, sou definida e clara como o jarro com a bacia de ágata no canto do quarto - se tomada com cuidado, verto água límpida sobre as mãos para que se possa refrescar o rosto mas, se tocada por dedos bruscos num segundo me estilhaço em cacos, me esfarelo em poeira dourada."

"Ando com uma felicidade doida, consciente do fugaz, do frágil"

"Não que fosse amor de menos (...) era amor demais..."

-Caio Fernando Abreu -

3 Lembranças:

Déia disse...

Amor demais....oba Adoro!
saudade de vc
bj

valeria soares disse...

Há quanto tempo!!!!!

Lindo texto.


Bom fim de semana.

► JOTA ENE ◄ disse...

ººº
Muito bonito ...

Beijoooooo