quinta-feira, agosto 27, 2009

Delirando.....

Respostas simples. Uma mescla de sorrisos e olhares. Aproximo-me de ti. Sinto-te em mim. Sinto-te na descoberta. Na ilusão e no encantamento. Nas músicas partilhadas, nos excertos trocados. A tua simplicidade que me desarma. O teu fascínio que me amarra, a ti. As nossas conversas diárias, banais. As (des)conversas, triviais. Obsessão? É como deixar as peças por encaixar. Fica tudo no silêncio. Envolvente. Misterioso. Jogos de olhares. Encruzilhadas de um puzzle instintivo. Um jogo em mãos do tempo. Tempo que dói. Tempo que persiste. Tempo labirintico. Consegues senti-lo? O tempo. O jogo que trai. As saudades que ferem sem deixar marcas. Persistente, sem fim. No escuro da tua alma, procuro-te, a certeza de um princípio. No final, encontro-me no precipício. Sobrámos os dois. O jogo. As cartas na mesa, uma sina maldita. Solitários criados em nós, desprendidos em paixão. Paixão pela vida, não vivida. Que nos tece na alma. Maldita. E beijo-te.

1 Lembranças:

EU SOU NEGUINHA disse...

beijar,amar,sonhar,viver,,,hummmmmmmmmmm