quarta-feira, agosto 26, 2009

Meu querer...

Sim, eu quero, quero aquele olhar seu, penetrante, me olhando como se me conhecesse.
Sim, eu quero, quero que me ligue, que me procure, que me deseje, que me ame, que me dê prazer.
Sim, eu quero, quero que me tome pela mão, beije-a e diga que são lisas, que são seda pura, que são macias e gostosas, com aquele sorriso no canto dos lábios, aquela coisa de safado, aquela coisa só sua, ou só nossa.
Sim, eu quero, quero aquele abraço, em que você me toma por inteira, em que me sinto nos braços do universo, a mais segura e a mais querida, a mais desejada; aquele abraço que sinto teu corpo, anunciando que me quer, que quer senti o meu, que nos deseja como um apenas.
Sim, eu quero, quero aquele jeito ousado de falar, e falar ao pé do ouvido, como se massacrasse,
ou preparasse a presa, deixando-me sedenta, necessitada, precisando, de mais... e mais.
Sim, eu quero, quero que depois do abraço, você me olhe, e olhe profundamente, como se não me decifrasse mais, e me beijasse, tentando arrancar de mim o segredo, que está mais em ti que em mim, que de tanto procurar em mim, você não o achará.
Sim, eu quero, que esse beijo não termine na sala, mas na nossa cama, com você atenuando o calor dos abraços, com você ousadamente querendo me despir, sabendo que por dentro, já estou despida, despida de pudores, só esperando que me rasgues as vestes, que me rasgue a pele de delírios.
Sim, eu quero, quero rasgar-te também, quero conhecer teu corpo, com a minha língua, e não perder nenhuma extremidade, arranhar tua pele suando, suando de nossos momentos, falas através das ações, ações que nenhuma palavra decifraria.
Sim, eu quero, quero que os teus gemidos, que os meus e os nossos, atravessem a cadência do som, perturbem os vizinhos, quebrem as taças na cozinha, e nos mostrem mais desejo um pelo outro.
Sim, eu quero, sentir o gosto de teu corpo, que sintas o gosto do meus, que adentre meus meios, meus caminhos escuros e líquidos, que me explore fisicamente, que seja lento e selvagem, rápido e romântico, que seja nosso, cada vez mais intenso, a cada respirar...
Sim, eu quero, quero o gozo junto ao teu, quero muito e um pouco mais, quero você, quero a mim, quero a nós... quero que você me possua, quero possuir você, quero, quero, desejo...
Sim, eu quero, quero muito, quero você.

1 Lembranças:

pequena disse...

gzuisss apaga a luzzz q texto bomm!!! rs

passando pra deixar bjinhos e dar uma olhadinha no seu blog...rs

bj