terça-feira, março 02, 2010

O Caçador de Pipas





“(....)Por você, faria isso mil vezes! - me ouvi dizendo.

Virei, então, e saí correndo.
Tinha sido apenas um sorriso, e nada mais. As coisas não iam se ajeitar por causa disso. Aliás, nada ia se ajeitar por causa disso. Só um sorriso. Um sorriso minúsculo. Uma folhinha em um bosque, balançando com o movimento de um pássaro que alça vôo.
Mas me agarrei àquilo. Com os braços bem abertos. Porque, quando chega a primavera, a neve vai derretendo floco a floco, e talvez eu tivesse simplesmente testemunhado o primeiro floco que se derreteria.
Saí correndo. Uma adulta correndo em meio a um enxame de crianças que gritavam. Mas nem me importei. Saí correndo, com o vento batendo no rosto e um sorriso tão grande quanto o vale do Panjsher nos lábios.
Saí correndo.”


- Khaled Hosseini -

5 Lembranças:

Thomas Albuquerque disse...

Bem Miss...acho os pés femininos simplesmente belos..me fascinam.

beeeijos e obrigado pela visita.

Xanele disse...

Sensação maravilhosa...
beijo amore

EU SOU NEGUINHA disse...

Migaaaaaaaaaa...saudades de ti

Lianara Kerkhoff **Lia** disse...

Oie menina bonita!!

Lindo texto!
O livro é maravilhoso!

Vim retribuir a visita e dizer que pode "roubar" a imagem...aquela que você gostou! Fique à vontade, viu?

Beijocas mil...
Lia♥

Hod disse...

Os encantos do vento fazem a alma alçar voos mais intensos, que os pássaros. Traduzem no bater de suas asas.
Inclino-me e referêncio a criança viva que ara sulcos com a aragem do vento.

Forte abraço com muitas bençãos, Miss.

Alôha.

Hod.