quarta-feira, abril 07, 2010

Momentos

Ele olhou muito para mim. Ele era o seu rosto de menino, a sua pele pura. Lembrei-me dos meus dedos sob a água limpa de uma fonte. Ele era o homem mais bonito do mundo. Ele era a manhã sob o céu a iluminar a claridade. Ele disse amo-te. Ele, o seu rosto puro, diante de mim, as chamas, o fogo, disse amo-te. Como palavras impossíveis e como únicas palavras. Eu sorri tanto. Fui feliz e, nesse momento, morri.



- José Luís Peixoto -
in "Uma casa na escuridão"

2 Lembranças:

Lianara **Lia** disse...

Uauuuu!!!

Que lindo, amiga!!!

Aproveito para agradecer o carinho das tuas visitas ao meu blog! Obrigada!

Abraços

Lia♥

http://liaks25.blogspot.com

EU SOU NEGUINHA disse...

Beijos...adorei o post